O Instituto do Mar e da Atmosfera prevê, para este segunda-feira, no continente, céu geralmente muito nublado, com abertas na região norte até ao início da tarde, períodos de chuva no litoral da região sul a partir da manhã, estendendo-se gradualmente às restantes regiões e sendo mais intensa e persistente para o final do dia.

A previsão aponta também para vento em geral fraco do quadrante leste, tornando-se gradualmente moderado do quadrante sul e forte, com rajadas até 80 quilómetros por hora, nas terras altas a partir do início da tarde.

Está também prevista pequena descida da temperatura mínima na região norte e subida da máxima.

Em Lisboa, as temperaturas vão oscilar entre 11 e 20 graus Celsius, no Porto entre 07 e 21, em Vila Real entre 05 e 19, em Viseu entre 06 e 20, em Bragança entre 04 e 18, na Guarda entre 04 e 16, em Coimbra entre 09 e 22, em Castelo Branco entre 08 e 22, em Évora entre 08 e 24, em Beja entre 09 e 24, em Santarém entre 09 e 23 e em Faro entre 12 e 21.

Por seu turno, as ilhas açorianas dos grupos oriental e central e a região montanhosa da ilha da Madeira estão até esta manhã sob aviso laranja com previsão de chuva forte, trovoada e vento, segundo o IPMA.

Agitação marítima condiciona barras

Três barras de Portugal Continental estão condicionadas devido à previsão de agitação marítima forte, de acordo com informação disponível na página da Marinha na Internet.

Segundo a Marinha portuguesa, a barra da Póvoa de Varzim está condicionada a embarcações com calado superior a dois metros e em Vila do Conde as embarcações devem navegar apenas duas horas antes e depois da preia-mar.

A Marinha indica também que a barra de São Martinho do Porto encontra-se condicionada devido a assoreamento, devendo ser praticada apenas no período de preia-mar.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje na costa ocidental ondas oeste-noroeste com 1 a 1,5 metros, passando gradualmente a ondas de sudoeste com 1,5 a 2 metros.

Na costa sul prevê-se ondas sudoeste com 1 metro, passando gradualmente a ondas sul-sudoeste com 1 a 1,5 metros, de acordo com a Lusa.