logotipo tvi24

Jovens são os que mais sofrem acidentes por mergulho

Portugal é um dos países com maior taxa de mortalidade associada a estes acidentes

Por: tvi24 / CP    |   2013-05-30 12:42

Mais de 70 por cento dos traumatismos nos acidentes por mergulho são sofridos por pessoas com menos de 29 anos, alertou a Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia (SPOT).

A SPOT vai promover uma campanha de sensibilização para prevenir os traumatismos vertebro-medulares provocados por acidentes relacionados com o mergulho.

«Portugal é um dos países com maior taxa de mortalidade associada a estes acidentes», segundo um estudo dos médicos Ricardo Prata e Jorge Mineiro, citado numa nota hoje divulgada pela sociedade.

«A incidência predominante dos traumatismos vertebro-medulares por mergulho ocorre nas faixas etárias mais jovens, com 43 por cento dos acidentes em jovens até aos 19 anos e 72 por cento se considerarmos os traumatizados até aos 29 anos», registou o estudo que incidiu na época balnear de 2012.

A população jovem é a que «mais sofre este tipo de traumatismos com consequências graves e permanentes na sua saúde, nomeadamente pela elevada incapacidade motora/sensorial», notou Jorge Mineiro, presidente da SPOT.

Outras consequências destes acidentes são os impactos psicológicos e económicos, dadas as «hospitalizações frequentes, intervenções do foro médico e cirúrgico, fármacos, reabilitação lenta, morosa e crónica».

Partilhar
EM BAIXO: Praia
Praia

Incêndio de grandes dimensões em Ermesinde
Fogo numa fábrica ameaçou várias casas
Meco: uma das vítimas podia estar com capacidade de reação afetada
Relatório do Instituto de Medicina Legal colocado num apenso do processo. SMS trocadas pelas vítimas, a que a TVI teve acesso, não foram disponibilizadas aos pais
Veja a combinação vencedora do Euromilhões
Sorteio de sexta-feira com jackpot de 47 milhões de euros
EM MANCHETE
«Eu estou de volta, Obama»
Jihadistas do Estado Islâmico divulgam novo vídeo com decapitação do jornalista Steven Sotloff. Carrasco parece ser o mesmo homem britânico
Cavaco recorda as suas palavras sobre o caso GES
«Lista de pedófilos é um incentivo à justiça popular»