logotipo tvi24

Jovens são os que mais sofrem acidentes por mergulho

Portugal é um dos países com maior taxa de mortalidade associada a estes acidentes

Por: tvi24 / CP    |   2013-05-30 12:42

Mais de 70 por cento dos traumatismos nos acidentes por mergulho são sofridos por pessoas com menos de 29 anos, alertou a Sociedade Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia (SPOT).

A SPOT vai promover uma campanha de sensibilização para prevenir os traumatismos vertebro-medulares provocados por acidentes relacionados com o mergulho.

«Portugal é um dos países com maior taxa de mortalidade associada a estes acidentes», segundo um estudo dos médicos Ricardo Prata e Jorge Mineiro, citado numa nota hoje divulgada pela sociedade.

«A incidência predominante dos traumatismos vertebro-medulares por mergulho ocorre nas faixas etárias mais jovens, com 43 por cento dos acidentes em jovens até aos 19 anos e 72 por cento se considerarmos os traumatizados até aos 29 anos», registou o estudo que incidiu na época balnear de 2012.

A população jovem é a que «mais sofre este tipo de traumatismos com consequências graves e permanentes na sua saúde, nomeadamente pela elevada incapacidade motora/sensorial», notou Jorge Mineiro, presidente da SPOT.

Outras consequências destes acidentes são os impactos psicológicos e económicos, dadas as «hospitalizações frequentes, intervenções do foro médico e cirúrgico, fármacos, reabilitação lenta, morosa e crónica».

Partilhar
EM BAIXO: Praia
Praia

Faltam médicos em todos os hospitais da região de Setúbal
Quem o garante é a Federação Distrital do PS. Só noGarcia de Orta, faltam entre 50 a 80 médicos
Vacina contra tuberculose reposta até sexta-feira
Administração interrompida nalgumas maternidades e centros de saúde, devido a uma falha do fornecedor
Leiria: PSP deteve suspeito de atos de «extrema violência» na noite
Homem é suspeito de integrar um grupo, cujos restantes elementos foram constituidos arguidos em 2013
EM MANCHETE
Comissário Europeu: decisão adiada
Revelação estava prevista para esta quinta-feira. Primeiro-ministro já decidiu, mas quer ainda falar com presidente da Comissão Europeia
Bolsa: tombo de 42 por cento do BES arrasa PSI-20
CGD lucra 130 milhões de euros no primeiro semestre