A Autoridade do Medicamento determinou a suspensão imediata da venda de lotes da vacina Meningitec do laboratório Nuron Biotech, marca que não é administrada no Programa de Vacinação, por terem sido detetadas partículas identificadas como óxido de ferro.

«As entidades que possuam este medicamento em stock não o podem vender, dispensar ou administrar, devendo proceder à sua devolução. Os utentes que tenham embalagens deste medicamento não as devem utilizar, entregando-os na farmácia», refere uma nota do Infarmed.

Contudo, a autoridade sublinha que não foi reportada qualquer reação adversa e que a marca em causa da Meningitec, vacina contra a meningite C, não é a que está a ser atualmente usada no Programa de Vacinação.

Segundo o Infarmed, o laboratório Nuron Biotech está recolher voluntariamente todos os lotes que se encontrem dentro do prazo de validade do medicamento Meningitec, devido à deteção de partículas cor de laranja avermelhadas, identificadas como óxido de ferro.

Em Portugal, foram três os lotes distribuídos deste medicamento: G18898, H23067 e J13283.