O Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) foi considerado uma das dez melhores instituições de ensino superior do país pela plataforma europeia U-Multirank, revelou esta segunda-feira à Lusa o presidente Rui Teixeira.

«Para Viana do Castelo e com as dificuldades porque passamos é uma classificação é notável. É a região toda que está aqui representada»


O IPVC tem cerca de cinco mil alunos distribuídos por seis escolas, de Educação, Tecnologia e Gestão, Agrária, Enfermagem, Ciências Empresariais, Desporto e Lazer, ministrando 28 licenciaturas, 39 mestrados, 28 Cursos de Especialização Tecnológica (CET) e 16 Pós-Graduações.

Além de Viana do Castelo tem escolas superiores instaladas em Ponte de Lima, Valença e Melgaço.

De acordo com o ranking agora divulgado, além do IPVC que ocupa o décimo lugar, o Politécnico de Bragança ficou colocado em sétimo lugar, entre mais de 150 instituições de ensino superior portuguesas, públicas e privadas.

O reconhecimento internacional é o «salário emocional que recompensa o esforço de uma comunidade centrada na melhoria da condição humana da região e do país»


O presidente do IPVC considerou que aquela a distinção representa «uma boa oportunidade para valorizar os politécnicos e que será mais fácil, agora, para todos quantos têm tentado, objetiva e politicamente apoucar e desvalorizar socialmente o ensino superior politécnico, recentrarem-se».

«Continuamos entre as 10 melhores instituições de ensino superior de país, sem precisarmos do guarda-chuva de uma grande metrópole»


Segundo o IPVC o U-Multirank é uma plataforma independente, financiada numa fase inicial pela União Europeia, que qualifica diferentes vertentes do ensino superior como investigação, aprendizagem, orientação internacional e transferência de conhecimentos, entre outros.

Aquela ferramenta conta com a informação de mais de 1200 instituições em mais de 80 países e foi lançada em 2014.