A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira alertou hoje que faltam 25 médicos de família no concelho, acrescentando que, dos 144 mil utentes inscritos nos centros de saúde, mais de 44.300 estão sem atribuição de clínico.

«De acordo com o ACES - Estuário do Tejo, no concelho existem 144.068 utentes inscritos, dos quais 44.363 não têm médico de família, o que equivale a 31 por cento do total de utentes», refere uma moção aprovada em reunião de Câmara.

A autarquia considera, assim, «absolutamente urgente e inadiável dotar as unidades de saúde deste concelho de um total de mais 25 médicos de família».

Segundo dados do Agrupamento de Centros de Saúde Estuário do Tejo (ACES - Estuário do Tejo), citados pela moção, existe atualmente um médico de família por cada 1.750 utentes registados no concelho.

O executivo municipal apela ao ministro da Saúde, Miguel Macedo, que tome medidas urgentes para que os clínicos sejam colocados nos centros de saúde.

De acordo com a Lusa, os autarcas lembram que o concelho está bem equipado em termos de centros de saúde, o que não é compatível com a falta de clínicos.

«Existindo unidades de saúde modernas e funcionais, subsiste e agrava-se o problema da falta de profissionais de saúde em geral e médicos de família em particular, que prestem cuidados de saúde primária à população», frisa a moção, assinada pelo presidente do município, Alberto Mesquita (PS), e que será enviada à Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo e ao diretor do ACES - Estuário do Tejo.

No concelho de Vila Franca de Xira existem seis centros de saúde, Póvoa de Santa Iria, Forte da Casa, Alverca, Alhandra, Vialonga e Vila Franca de Xira.