A Agência Europeia do Medicamento recomendou a suspensão da distribuição de cerca de centenas de genéricos, dos quais 64 são comercializados em Portugal.
 
Uma inspeção na Índia revelou «inconformidades graves» nos ensaios clínicos realizados pela empresa «GVK Biosciences».

De acordo com a nota da Agência Europeia do Medicamento (EMA), a inspeção detetou a manipulação de eletrocardiogramas durante alguns dos ensaios clínicos.
 
Na lista dos genéricos encontram-se analgésicos como o tramadol e paracetamol, anti-histamínicos, anti-depressivos e ainda medicamentos para tratar Parkinson e Alzheimer e para a azia.
 
A decisão final sobre a manutenção no mercado destes genéricos será tomada pela Comissão Europeia, tendo em conta a opinião do Comité de Medicamentos de Uso Humano.
 
A Agência Europeia do Medicamento e o Infarmed vão continuar a acompanhar a situação. Para já, a autoridade que regula o setor do medicamento em Portugal ainda não decidiu se suspende ou não a comercialização destes medicamentos, estando previsto para ainda esta quarta-feira um esclarecimento.

No seguimento desta recomendação da EMA, a Agência Espanhola de Medicamentos e Produtos Sanitários suspendeu a comercialização de 29 genéricos.