O Sindicato Nacional dos Professores Licenciados requereu ao Ministério da Educação que seja alargado até 15 de outubro o período para atribuir novos horários anuais aos docentes.

«O período para atribuição de novos horários anuais deve ser alargado, até ao dia 15 de Outubro de 2014, com todas as consequências legais», escreve a direção do sindicato em ofício dirigido à Direção Geral da Administração Escolar, divulgado esta quarta-feira e que a Lusa cita.

O sindicato cita a lei para alegar que as listas de colocação de professores foram publicadas a 09 de setembro e que o último dia estabelecido pelo calendário escolar para contemplação de horários anuais é 15 de setembro.

Quase 6.750 professores foram colocados na terça-feira nas escolas, na sua maioria professores dos quadros do Ministério da Educação, mas, ainda assim, o ano arranca com 917 docentes efetivos sem turmas atribuídas.