O Ministério da Educação vai abrir 1954 vagas para Quadros de Zona Pedagógica (QZP), ao qual os professores podem concorrer através do concurso externo extraordinário, segundo um despacho publicado esta segunda-feira em Diário da República.

As quase duas mil vagas destinam-se a educadores de infância e professores dos ensinos básico e secundário, segundo o diploma.

Os grupos de recrutamento que vão ter mais vagas a concurso serão as de disciplinas essenciais como Português, Matemática, Física e Química, Biologia e Geologia e Ciências da Natureza.

«À semelhança do verificado na primeira vinculação, há também um número relevante de vagas para docentes de Educação Especial, dando continuidade ao reforço e à atenção que o Governo tem dado a esta área», refere o Ministério da Educação e Ciência (MEC) em comunicado.

Segundo os cálculos do MEC, desde o início da legislatura e até setembro deste ano deverão estar vinculados ao ministério mais de 2.600 professores, graças aos concursos abertos no ano passado e ao novo processo de vinculação extraordinária de docentes do ensino artístico que deverá iniciar-se em breve.

A portaria hoje publicada surge três dias depois do diploma que veio alterar o decreto-lei que regula os concursos de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente. Aquele documento, publicado na sexta-feira, veio introduzir a obrigatoriedade da passagem aos quadros de todos os docentes que completem cinco anos de serviço.