O movimento no Aeroporto da Madeira está condicionado, esta segunda-feira, devido os ventos cruzados na pista, uma situação que afetou seis ligações, tendo quatro divergido para o Porto Santo e outros dois para Tenerife, nas Canárias, disse fonte aeroportuária.

Segundo a mesma fonte, estas condições atmosféricas, «que tendem a melhorar, afetaram voos entre as 12:00 e as 13:45».

«Dos quatro aviões que divergiram para o Porto Santo, dois da Thomson Airways provenientes de Manchester e de East Midlands, um da Thomas Cook (Manchester), ainda permanecem naquela ilha, enquanto outro, da Monarch de Gatwick, já conseguiu aterrar na Madeira», adiantou.

Também por não terem conseguido aterrar na Madeira, outros dois aviões, um da Thomson oriundo de Glasgow e outro da Jet2.com de Manchester, acabaram por rumar a Tenerife, nas ilhas Canárias.

Devido ao vento ao forte que se regista na Madeira, também a Capitania do Porto do Funchal emitiu hoje um aviso em vigor até às 06:00 de 18 de fevereiro, prevendo-se ondas até os cinco metros na costa Norte, aconselhando «os proprietários ou armadores das embarcações que tomem as devidas precauções para que estas permaneçam nos portos de abrigo».