Os 18 distritos de Portugal continental estão esta quinta-feira sob aviso amarelo devido à previsão de chuva e vento fortes e queda de neve, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, todos os distritos do continente estão hoje e sexta-feira sob aviso amarelo devido à previsão de períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes, de granizo e acompanhados de trovoada, vento forte de sudoeste com rajadas ate 100 quilómetros por hora nas terras altas, rodando para oeste.

Os distritos de Viana do Castelo, Braga, Vila Real, Bragança, Guarda e Viseu estão sob aviso amarelo até sexta-feira devido à queda de neve acima de 800 metros de altitude.

O IPMA colocou ainda sob aviso laranja os distritos de Lisboa, Setúbal, Beja e Faro até às 21:00 de hoje, passando depois a aviso amarelo, por causa da agitação marítima.

Estão previstas ondas de sudoeste com cinco a seis metros de altura, podendo chegar aos 12 metros.

Treze barras do continente e da Madeira fechadas 

Treze barras do Continente e Açores estão hoje fechadas a toda a navegação e outras três estão condicionadas devido à agitação marítima forte, de acordo com a Marinha Portuguesa.

Segundo a Marinha, as barras de Esposende, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Douro, São Martinho, Ericeira, Alvor, Albufeira, Faro, Olhão, Tavira, Vila Real de Santo António e ainda a ilha das Flores, nos Açores.

As barras de Viana do Castelo e Aveiro estão fechadas a embarcações de calado inferior a 30 e a 15 metros, respetivamente.

A Marinha indica ainda que a barra marítima da Figueira da Foz está fechada apenas a embarcações de calado inferior a 35 metros.

Por causa da agitação marítima, o Instituto Português do mar e da Atmosfera (IPMA) colocou sob aviso laranja os distritos de Lisboa, Setúbal, Beja e Faro e a Madeira até às 21:00 de hoje, passando depois a aviso amarelo.

A Autoridade Marítima Nacional (AMN) alertou para um agravamento gradual das condições do estado do mar até sexta-feira, com ondas que podem chegar aos nove metros de altura.

A instabilidade marítima será acompanhada de "muita chuva" e de "vento muito forte", com rajadas que poderão ultrapassar os 40 nós, refere a mesma nota.

A AMN recomenda a quem se encontra no mar a regressar ao porto de abrigo mais próximo e a adotar medidas de precaução, tais como "reforço da amarração e vigilância apertada das embarcações atracadas e fundeadas".

A Autoridade Marítima dirigiu um especial aviso aos pescadores lúdicos de pesca à cana, aconselhando que devem evitar "pescar junto às falésias e zonas de arriba nas frentes costeiras atingidas pela rebentação das ondas, tendo sempre presente que o mar nestas situações extremas alcança muitas vezes zonas aparentemente seguras".

À população em geral, a AMN aconselha que evitem passeios junto à costa e nas praias.

O IPMA prevê para hoje no continente céu geralmente muito nublado apresentando períodos com menos nebulosidade a partir da tarde, em especial na região Sul, aguaceiros, por vezes fortes e de granizo, diminuindo de frequência a partir da tarde, queda de neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela, descendo a cota para 600 metros nas regiões Norte e Centro a partir do final da tarde e condições favoráveis à ocorrência de trovoada.

A previsão aponta também para vento moderado a forte do quadrante sul, rodando para o quadrante oeste a partir da tarde, soprando temporariamente forte com rajadas até 100 quilómetros por hora nas regiões Centro e Sul em especial durante o início a tarde, sendo forte, com rajadas até 110 quilómetros por hora, nas terras altas, tornando-se gradualmente moderado partir do fim da tarde.

Está ainda prevista uma pequena descida da temperatura mínima nas regiões Centro e Sul e subida da temperatura na região do interior Norte.

As temperaturas mínimas vão variar entre 01 grau (na Guarda) e 13 (em Faro) e as máximas entre 08 graus Celsius (na Guarda) e os 18 (em Faro).