Já começou o período considerado crítico da tempestade Ana, que chegou em força, este domingo, a Portugal. Segundo o balanço da Proteção Civil, feito pelas 00:10 à TVI24, já se tinham registado mais de 1.200 quedas de árvores - uma mulher morreu na sequência da queda de uma -, entre outras 1905 ocorrências.

  • 1224 quedas de árvores (um dos casos foi no centro de Lisboa)
  • 24 movimentos de massa
  • 187 inundações
  • 357 quedas de estruturas
  • 110 limpezas de vias

Há já três desalojados em Santo Tirso e outras três pessoas em Matosinhos, no distrito do Porto. 

Ao início da madrugada, a GNR tinha registo de 27 estradas cortadas , sobretudo nas zonas Norte e Centro de Portugal Continental.

A neve obrigou a quatro cortes de trânsito na Estrada Nacional (EN) 338 e um na EN 339, ambas na Serra da Estrela.

Os distritos com maior número de ocorrências até ao momento são Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Viseu, Vila Real. A tempestade chegou aos distritos de Leiria, Coimbra e Guarda e ao início da madrugada a Lisboa e vai até ao Sul do país.

O período crítico começou ao início da noite de domingo e prolonga-se até, pelo menos, às 06:00 de segunda-feira, altura em que deverá começar a dar tréguas e o frio regressa.

Recomendações

Em função do fator mais preocupante, o vento, a Proteção Civil recomenda:

  • evitar permanecer ou circular em zonas densamente arborizadas 
  • ter o cuidado de cautelar estacionamento de viaturas
  • acautelar fixação de objetos que possam ser arrastados pelo vento(andaimes, outdoors, entre outros)

Já por causa da chuva e agitação marítima:

  • ter cuidado de manter sistemas de drenagem perfeitamente limpos, para evitar inundações domésticas
  • manter os cuidados necessários à condução em piso escorregadio e molhado
  • evitar zonas históricamente inundáveis
  • evitar zonas costeiras

Madeira: avisos amarelo e laranja

O arquipélago da Madeira está sob avisos meteorológicos amarelo (vento e agitação marítima) e laranja (agitação marítima) até às 20:59 de terça-feira, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

As costas sul e norte estão sob aviso amarelo para vento (rajadas até 75 quilómetros hora em especial nos extremos leste e oeste da ilha) entre as 08:59 de segunda-feira até às 08:59 de terça-feira.

A costa norte está sob aviso amarelo para agitação marítima (ondas de 4 a 5 metros) entre as 11:59 de segunda-feira até às 17:59, altura em que passa para laranja (ondas de cinco a seis metros) até às 02:59 horas de terça-feira, voltando a amarelo a partir dessa hora até às 20:59 horas de terça-feira.

A ilha do Porto Santo está apenas sob avisos amarelo e laranja para agitação marítima em idênticas condições às previstas para a Madeira.

As zonas montanhosas do arquipélago não estão sob avisos meteorológicos.

Face a estas condições atmosféricas, a Capitania do Porto do Funchal, citando o IPMA, divulgou igualmente avisos de vento forte e de agitação marítima forte recomendando os proprietários ou armadores das embarcações a tomarem as devidas precauções para que estas permaneçam nos portos de abrigo.