A preia-mar prevista para as 05:00 de terça-feira é a principal preocupação da Polícia Marítima da Costa da Caparica (Almada), dado que também se prevê maior agitação marítima durante a noite.

«As previsões indicam que vamos ter mar mais alteroso, que coincide com a preia-mar das cinco da madrugada», disse à Lusa um responsável da Polícia Marítima da Caparica, lembrando que no último sábado as ondas voltaram a galgar o paredão junto à praia do CDS.

A perspetiva de novo agravamento das condições de mar também constitui uma preocupação acrescida para os proprietários dos apoios de praia, que, desde janeiro, têm sido confrontados com inundações sucessivas dos estabelecimentos e prejuízos cada vez maiores.

De acordo com a Polícia Marítima, até ao final desta segunda-feira não deverá ser decretada a interdição do paredão da Costa da Caparica, mas a situação será reavaliada durante na terça-feira.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou, na segunda e na terça-feira, dez distritos do continente e o arquipélago da Madeira sob aviso amarelo (o segundo menos grave de uma escala de quatro), devido ao estado do mar, já que se prevê ondas de noroeste entre quatro e cinco metros.