O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) agravou o aviso para a costa algarvia para o nível laranja entre as 21:00 deste domingo e as 21:00 de segunda-feira, por previsões de agitação marítima.

De acordo com a página online do IPMA, na costa sul podem registar-se durante esse período ondas até três metros de altura, podendo atingir os quatro metros junto a Sagres, no extremo ocidental do Algarve.

Até às 21:00 de hoje a costa sul mantém-se sob aviso amarelo, também por previsões de ondas entre os dois e os três metros de altura. A partir das 21:00 de segunda-feira e até ao meio-dia de terça-feira a costa algarvia estará também sob aviso amarelo pelos mesmos motivos.

O arquipélago da Madeira também está sob aviso amarelo devido à previsão de chuva, por vezes forte, que vigora até ao meio-dia de segunda-feira por precipitação, por vezes forte e que pode ser acompanhada de trovoada, e até às 15:00 no que diz respeito à agitação marítima, por previsões de ondulação até aos cinco metros de altura.

O aviso laranja é o segundo mais grave de uma escala de quatro, aplicado a situações meteorológicas de risco moderado a elevado. O aviso amarelo é o terceiro mais grave que implica risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Em consequência da agitação marítima na costa sul, a Marinha encerrou à navegação as barras algarvias de Lagos, Albufeira e Tavira. Nas barras de Faro e Aveiro a navegação está encerrada ou condicionada, respetivamente, para as embarcações de menor dimensão.

Monchique em risco máximo de incêndio

O concelho de Monchique, no distrito de Faro, apresenta hoje risco máximo de incêndio, de acordo com o IPMA.

Os concelhos de Aljezur, Vila do Bispo, Lagos e Portimão, também no distrito de Faro, estão sob risco muito elevado de incêndio, assim como o concelho de Odemira, no distrito de Beja.

Segundo o IPMA, há ainda 19 concelhos do país em risco elevado de incêndio nos distritos de Viseu, Guarda, Castelo Branco, Évora, Setúbal, Beja e Faro.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, variando entre reduzido e máximo.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 de cada dia da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação ocorrida nas últimas 24 horas.