O mau tempo que está a afetar o arquipélago da Madeira não provocou ocorrências de acordo com a Proteção Civil regional, mas já originou o cancelamento de cinco voos, informou fonte da estrutura aeroportuária.

Em informação prestada à Lusa, o responsável pela Proteção Civil Regional, José Dias, referiu que a noite não provocou "nenhuma ocorrência".

Quanto à operação aeroportuária fonte da estrutura informou que há já cancelamentos de cinco voos.

Todos os voos cancelados esta manhã foram por decisão das companhias", disse.

Estão já cancelados cinco voos que deveriam aterrar esta manhã, um da TAP para o Porto e quatro da companhia aérea low cost Easyjet com destinos vários.

Por conseguinte estão também canceladas cinco partidas do aeroporto Cristiano Ronaldo, num dia em que estão previstos 18 movimentos.

Ainda assim já deixaram o aeroporto esta manhã dois voos. Um da TAP com destino a Lisboa e um da Germania com destino a Bremen.

Veja também: Mau tempo: alunos sem aulas, estradas cortadas e 193 ocorrências durante a noite

A Madeira está hoje em alerta vermelho para o vento e a agitação marítima. O vento pode atingir os 140 quilómetros em rajada e as ondas, na costa sul da ilha, podem atingir a altura máxima de 14 metros.

A intensidade do vento já fez registar, nas estações do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, uma rajada de 109 km/h no aeroporto e nas zonas montanhosas a rajada mais forte registada foi, até agora, de 139 km/h.

Devido à agitação marítima, a câmara municipal do Funchal mantém encerrado o passeio marítimo da Praia Formosa, entre a Praia Formosa e a Ribeira dos Socorridos, com a autarquia a manter as recomendações, para que toda a população mantenha, ao longo do dia, "uma distância de segurança para a orla costeira".

A Porto Santo Line, empresa responsável pela ligação marítima entre a Madeira e o Porto Santo, também informou que as viagens do navio 'Lobo Marinho' previstas para esta quarta-feira foram canceladas.