A chuva intensa que caiu na região de Lisboa provocou várias inundações na capital e nos concelhos limítrofes, de acordo com as ocorrências registadas pelo Regimento de Sapadores Bombeiros e pela Proteção civil.

De acordo com a página dos Sapadores Bombeiros de Lisboa, entre as 14:53 e as 15:51 foram registadas, pelo menos, 17 diferentes ocorrências relacionadas com inundações na cidade de Lisboa.

Entre as zonas mais atingidas estavam as de Benfica e do Parque das Nações.

De acordo com o sítio da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) na Internet, às 16:15 estavam ativas 19 ocorrências noutros concelhos do distrito de Lisboa atribuídas a meteorologia adversa, nomeadamente a inundação de estruturas ou superfícies por precipitação intensa ou desentupimento/tamponamento.

Oeiras, com 10 ocorrências, era o concelho mais atingido.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou esta segunda-feira onze distritos do norte e centro de Portugal continental sob aviso 'amarelo' devido à previsão de aguaceiros por vezes fortes.

Os distritos de Viseu, Porto, Vila Real, Santarém, Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Castelo Branco, Aveiro, Coimbra e Braga vão estar sob aviso entre até às 20:00 desta segunda-feira.

O 'aviso amarelo' é o terceiro menos grave de uma escala de três e indica uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da meteorologia.

Derrocada corta estrada

A Estrada Nacional (EN) 17 - Estrada da Beira, foi cortada ao trânsito desde as 16:30, entre São Frutuoso e a EN 17-1 para Semide, na sequência de queda de pedras na via após uma chuvada, segundo disse a GNR.

Além desta via, que liga, por exemplo, Coimbra a Lousã ou a Miranda do Corvo, está também cortada a Estrada Municipal 541, que liga a EN 17 a Ribas.

A EN 111, com ligação a Casal de Misarela, também está cortada e brevemente será cortada a estrada que liga Condeixa-a-Nova a Eira Pedrinha.

Fonte do Comando Distrital de Operações e Socorro (CDOS) de Coimbra confirmou também esta ocorrência, assim como outras menores, que criaram menores constrangimentos.

Além deste incidente, pequenas inundações na cidade de Coimbra foram registadas, disse fonte do CDOS.

A página da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) dá conta de várias ocorrências resultantes da queda de chuva no concelho de Coimbra, mas também na Lousã e Miranda do Corvo.