A chuva vai continuar a cair durante o fim de semana, mas com mais intensidade a partir de domingo, adiantou à agência Lusa a meteorologista Joana Sanches, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

«Hoje vamos ter um dia com alguma nebulosidade, prevendo-se precipitação apenas só para o final do dia, no Minho. Para amanhã [sábado] além da nebulosidade, vamos ter períodos de chuva na região norte e centro, que depois vão estender-se gradualmente à região sul a partir do início da manhã», declarou a meteorologista.

Joana Sanches adiantou que para domingo estão previstos aguaceiros mais persistentes e por vezes fortes.

«No domingo já é uma situação de aguaceiros, que já vão ser por vezes fortes. Nada indica que vão ser tão fortes como os registados nos últimos dois ou três dias, podem é ser persistentes e fortes em alguns locais», disse.

De acordo com a meteorologista, entre esta sexta-feira e domingo prevê-se vento moderado, sendo forte nas terras altas.

«Vamos ter bastante nebulosidade e, no que diz respeito ao vento, não estamos a prever para o fim de semana fenómenos extremos de vento», explicou.

Na Madeira prevê-se para o fim de semana períodos de céu muito nublado, aguaceiros, em especial a partir da tarde e nas vertentes norte, vento moderado do quadrante norte, soprando fraco na região do Funchal e pequena subida de temperatura, em especial da máxima.

Para os Açores, os meteorologistas prevêem períodos de céu muito nublado com abertas, aguaceiros fracos e vento norte, «muito fresco», com rajadas até 65 quilómetros/hora, tornando-se moderado no final do dia.

Quanto às temperaturas para hoje, em Lisboa e Castelo Branco prevê-se uma máxima de 19 graus Celsius, no Porto, Viana do Castelo, Coimbra, Leiria e Funchal 21, Évora, Faro e Braga 22, Beja 23, Guarda 13, Bragança, Ponta Delgada, Angra do Heroísmo e Santa Cruz das Flores 16.

Duas barras fechadas e três condicionadas

As barras marítimas de Esposende e São Martinho do Porto estão fechadas à navegação e outras três estão condicionadas devido à agitação marítima, informou a Marinha Portuguesa.

De acordo com informação disponível na página da Marinha na Internet, a barra marítima de Póvoa do Varzim está condicionada a embarcações com calado superior a dois metros, duas horas antes e duas horas depois da baixa-mar, devido à previsão de agitação marítima.

Também a barra de Aveiro está hoje fechada a embarcações com comprimentos inferior a 15 metros.

A barra de Vila do Conde também está condicionada e a Marinha aconselha as embarcações até 12 metros de comprimento e/ou calado inferior a dois metros a praticar a barra no período compreendido entre as três horas antes e três horas após da preia-mar.

Para as embarcações com comprimento superior a 12 metros e/ou calado superior a dois metros, apenas podem praticar a barra no período da preia-mar.

Na costa ocidental prevê-se ondas de noroeste com 2,5 a 3,5 metros, diminuindo para 1,5 a 2,5 metros enquanto na costa sul são esperadas ondas de sueste com 1,5 a 2 metros, passando a ondas de sudoeste com 1 a 1,5 metros.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a temperatura da água do mar vai rondar os 18 graus.