Mais de 100 ocorrências devido à chuva, como inundações e quedas de árvores, foram registadas esta sexta-feira no continente português, até ao final da tarde, pela Proteção Civil e pelos Sapadores de Lisboa, que informaram não haver incidentes significativos.

Fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) disse à Lusa que, sem considerar as ocorrências na capital (registadas pelos Sapadores Bombeiros), entre as 00:00 e as 18:00 foram contabilizadas 95 situações devido à chuva, entre inundações “muito pontuais e localizadas” (cerca de 30), quedas de árvores, deslizamentos de terras, quedas de estruturas e limpezas de vias onde havia detritos acumulados.

Registou-se precipitação bastante localizada e intensa, o que levou a que algumas áreas com escoamentos mais deficitários tivessem inundações, mas nada significativo”, indicou a fonte.

De acordo com o balanço da ANPC, Santarém é o distrito com mais ocorrências (13), seguindo-se Lisboa, com 11.

No entanto, na cidade de Lisboa os Sapadores contabilizaram até às 19:00 desta sexta-feira 8 casos de inundações “um pouco por toda a cidade”, nove em espaço público e nove em espaço privado.

Em declarações à Lusa, fonte do regimento indicou que se trata de “pequenas inundações”, que “não são preocupantes”.

“A maioria já está resolvida ou em fase de resolução”, indicou a mesma fonte, cerca das 18:40.