O início da semana vai ficar marcado pela chuva, mas sobretudo pelo vento forte em todo o território nacional, com as temperaturas mínimas a descerem na terça-feira, avançou à Lusa a meteorologista Maria João Frada.

De acordo com a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), esta segunda-feira o território nacional está a ser afetado pela “passagem de uma superfície frontal fria de atividade fraca”, que já passou nas regiões do norte e centro de Portugal, atravessando, até meio da manhã a região do sul.

Prevê-se que, na sua passagem, ocorra chuva e depois da sua passagem a chuva passará a aguaceiros na região a norte do sistema Montejunto/Estrela, que poderão ser mais intensos e de granizo”, explicou a meteorologista, garantindo que a partir do meio da tarde diminuem de frequência.

Maria João Frada destacou que esta segunda-feira vai ser sobretudo um dia “com muito vento”, que soprará de moderado a forte, com rajadas que podem atingir os 80 quilómetros hora de modo geral e em todo o território nacional.

Já em relação às temperaturas, as máximas rondam os 12 a 14 graus Celsius a nível nacional, com exceção da costa sul do Algarve, onde podem atingir os 16 graus, enquanto nas zonas das serras do norte e centro não ultrapassarão os 10 graus.

A meteorologista adiantou que a precipitação está a ocorrer sob forma de neve nas terras altas do norte e do centro, em cotas abaixo dos mil metros de altitude e, gradualmente, depois com o decorrer do dia, a cota de neve irá ficar acima dos mil metros de altitude.

Para terça-feira, Maria João Frada aponta que o dia ainda será de muito vento, sobretudo no litoral do continente e nas terras altas, com rajadas que podem atingir os 70 quilómetros/hora.

O vento tende depois a diminuir de intensidade e o dia será de céu pouco nublado ou limpo com mais nebulosidade nas regiões a norte do sistema Montejunto/Estrela durante a tarde. As temperaturas mínimas vão descer muito perto dos zero graus no interior norte e centro e haverá formação de gelo ou geadas em especial nas regiões do interior”

Doze distritos sob 'Aviso Amarelo'

Doze distritos do continente estão esta segunda-feira sob ‘Aviso Amarelo’ devido à previsão de agitação marítima, neve e vento forte.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os distritos do Porto, Faro, Setúbal, Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Beja, Aveiro, Coimbra e Braga vão estar,entre as 09:00 e as 18 de hoje,sob ‘Aviso Amarelo’ por causa do vento, sendo esperadas rajadas de 80 quilómetros hora em especial no litoral.

Já os distritos de Bragança, Vila Real e Braga estão sob ‘Aviso Amarelo’, entre as 03:00 e as 09:00 de hoje, devido à queda de neve prevista acima de 600/800 metros, em especial nas serras junto à fronteira com Espanha.

Os distritos de Coimbra, Lisboa e Leiria estão também sob ‘Aviso Amarelo’ devido à agitação marítima, dada a previsão de ondas de noroeste com quatro a 4,5 metros.

O instituto prevê para esta segunda-feira no continente céu com períodos de muita nebulosidade, apresentando-se temporariamente muito nublado até ao início da manhã e tornando-se pouco nublado ou limpo a partir do final da tarde. São esperados períodos de chuva, em especial nas regiões norte e centro, passando a regime de aguaceiros, em geral fracos, que poderão ser, ocasionalmente, mais intensos e de granizo a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, tornando-se pouco frequentes a partir do meio da tarde.

O IPMA prevê ainda a possibilidade de queda de neve nas regiões norte e centro acima de 600/800 metros de altitude, subindo a cota para 1.000/1.200 metros a partir da tarde.

O vento soprará fraco a moderado do quadrante oeste, rodando para norte e tornando-se moderado a forte, com rajadas até 80/90 km/h no litoral e nas terras altas.

A previsão aponta ainda para uma pequena subida da temperatura mínima nas regiões norte e centro.

Na Madeira prevê-se céu geralmente muito nublado, aguaceiros fracos, mais frequentes nas vertentes norte e nas zonas montanhosas. O vento soprará moderado a forte de nordeste, com rajadas até 80 km/h nas zonas montanhosas.

Para os Açores, a previsão é também de períodos de céu muito nublado, com boas abertas e vento a soprar fraco, sendo esperados aguaceiros fracos nas ilhas do grupo oriental (São Miguel e Santa Maria).

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão oscilar entre 09 e 14 graus Celsius, no Porto entre 06 e 14, em Vila Real 05 e 11 , Bragança entre 02 e 12, em Viseu entre 02 e 11, na Guarda entre 01 e 08, em Coimbra entre 07 e 13, em Castelo Branco entre 06 e 14, em Santarém entre 08 e 15, em Évora entre 06 e 15, em Beja entre 06 e 14, em Faro entre 08 e 16, no Funchal entre 13 e 19, em Ponta Delgada entre 12 e 16, Angra do Heroísmo entre 11 e 18 e em Santa Cruz das Flores entre 12 e 17.

Três barras fechadas e duas condicionadas

As barras de Esposende, Póvoa do Varzim e São Martinho do Porto estão hoje fechadas à navegação e outras duas estão condicionadas devido à previsão de agitação marítima forte.

Segundo a informação disponível no site da Marinha, estão fechadas à navegação as barras Esposende, Póvoa de Varzim e São Martinho devido à agitação marítima forte, com ondas que podem chegar aos 4,5 metros.

A barra de Aveiro está fechada a embarcações com comprimento fora a fora inferior a 15 metros e a barra de Vila do Conde a embarcações de calado superior a dois metros, devendo praticar a barra apenas no período compreendido entre duas horas antes e duas horas após a preia-mar.