O Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA) alargou esta segunda-feira o aviso vermelho ao grupo central (ilhas de São Jorge, Faial, Graciosa, Pico e Terceira) devido ao vento, com rajadas que podem ultrapassar os 130 quilómetros/hora.

Segundo o IPMA, o aviso vermelho para o grupo central vigora até às 24:00 (menos uma hora nos Açores), no mesmo período em que se mantém o aviso amarelo devido à agitação marítima, com ondas que podem chegar aos sete metros na costa sul.

Quanto à precipitação e trovoada nestas cinco ilhas, o aviso amarelo vigora até às 22:00 (hora de Lisboa).

As ilhas de Santa Maria e São Miguel, no grupo oriental do Açores, também estão hoje sob aviso vermelho devido à previsão de vento forte e agitação marítima, informou o IPMA.

De acordo com o instituto, estas duas ilhas vão estar sob aviso vermelho até às 24:00 de hoje (menos uma hora nos Açores) devido à previsão de vento forte, com rajadas que podem atingir pontualmente os 150 quilómetros por hora.

As ilhas do grupo oriental estão também sob aviso vermelho devido à previsão de agitação marítima forte, com ondas de sudoeste de seis a oito metros, aumentando para nove a dez metros e podendo, pontualmente, atingir os 15 metros.

O aviso vermelho, o mais grave numa escala de quatro, é identificado pelo IPMA como uma situação meteorológica de risco extremo, devendo as pessoas acompanharem a evolução das condições e seguir as orientações da Proteção Civil.

Devido ao mau tempo, a Secretaria Regional da Educação e Cultura anunciou no domingo o encerramento, no dia de hoje, das escolas de sete das nove ilhas e a Secretaria da Solidariedade Social recomendou o fecho de todas as creches e jardins de infância.

Também a Universidade dos Açores encerrou hoje os polos de Ponta Delgada e Angra do Heroísmo.

Todas as secções dos tribunais do arquipélago dos Açores, distribuídas por oito das nove ilhas, estão também encerradas durante a tarde “por cautela” face ao agravamento do estado do tempo no arquipélago, assim como algumas câmaras municipais.