A agitação marítima que se está a fazer sentir durante o dia de hoje levou ao corte da rua de Almeiriga, em Matosinhos, até cerca das 19:00, confirmou à Lusa fonte da Câmara Municipal.

De acordo com a Polícia Marítima, o mar galgou os limites na zona do Cabo do Mundo, mas não causou estragos, estando a situação a ser monitorizada.

Mar volta a atingir marginal na Foz do Douro

A agitação marítima voltou esta tarde a atingir a Foz do Douro, no Porto, tendo chegado à marginal, sem que tenha havido feridos, mas causando alguns danos materiais.

De acordo com fonte da Polícia Marítima do Douro, há a relatar «alguns danos materiais não avultados até ao momento», confirmando situações semelhantes noutros pontos costeiros.

O vereador da Proteção Civil da Câmara Municipal do Porto, Manuel Sampaio Pimentel, disse que o mar se aproximou da rua do Passeio Alegre, à semelhança do que aconteceu no começo de janeiro, mas sublinhou que apenas foram arrastados detritos, uma vez que a zona já se encontrava vedada.

De acordo com Sampaio Pimentel, a situação só se deverá voltar a agravar na próxima preia-mar, prevista pelo Instituto Hidrográfico para as 04:45, sem que sejam esperadas ondas de igual dimensão.

A Câmara do Porto anunciou no domingo que a agitação marítima prevista iria obrigar a interditar o trânsito na marginal e a vedar o acesso aos molhes e bares e restaurantes de praia, em princípio até terça-feira.

A informação, publicada na página oficial do Facebook da autarquia portuense, revelava que, «a partir da noite de hoje [domingo], o mar voltará a estar muito agitado e a Proteção Civil do Porto voltará a estar em "alerta bravo"».

Por isso, acrescentava, a partir das 21:00 de domingo passou a estar «interdito a peões e automóveis» o trânsito nas ruas Coronel Raúl Peres, da Praia, D. Luís Filipe, Avenida D. Carlos I e Esplanada do Castelo.

Entretanto, a agitação marítima que se está a fazer sentir durante o dia desta segunda-feira levou ao corte da rua de Almeiriga, em Matosinhos, até cerca das 19:00, confirmou à Lusa fonte da Câmara Municipal.

De acordo com a Polícia Marítima, o mar galgou os limites na zona do Cabo do Mundo, mas não causou estragos, estando a situação a ser monitorizada.

Marginal da Póvoa de Varzim encerrada

A agitação marítima levou ao corte da marginal urbana da Póvoa de Varzim (avenida dos Banhos), cerca das 16:00 de hoje, numa medida que será prolongada até às primeiras horas da manhã de quarta-feira, revelou à Lusa fonte da Câmara Municipal local.

Esta tarde, o mar chegou mesmo a galgar os areais e a inundar os passeios e a estrada embora sem causar estragos em automóveis e nos estabelecimentos comerciais adjacentes.

A marginal poveira costuma receber, na véspera de Carnaval, o tradicional cortejo dos mascarados espontâneos, iniciativa que, apesar da forte agitação marítima, não terá qualquer restrições em termos de segurança.

Ainda assim, a autarquia poveira recomenda aos foliões que evitem idas ao areal, e que mantenham atenção redobrada caso o mar volte a galgar passeios e estrada, pois está previsto, para a madrugada, um novo pico da maré.

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria e Lisboa estão sob aviso vermelho (situação meteorológica de risco extremo) desde as 12:00 de hoje e até às 00:00 de terça-feira.