A Polícia Judiciária deteve o suspeito de ter ateado o incêndio que, na madrugada de sábado, destruiu uma habitação em Matosinhos.

Segundo adianta a PJ em comunicado, o detido, de 33 anos, residiu já naquela habitação, tendo sido «recentemente expulso» pela companheira, «perante um quadro de prática continuada de atos de violência».

«Admite-se, por isso, que o arguido tenha agido motivado pelo desejo de vingança e da sua ação resultaram elevados prejuízos materiais», refere a PJ.