A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro anunciou, esta quinta-feira, a detenção de uma mulher, de 50 anos, suspeita de ter burlado uma avó com a falsa promessa de conseguir para aquela a tutela das netas.

Em comunicado citado pela Lusa, a PJ diz que a mulher foi detida em flagrante delito, em Matosinhos, por suspeita da prática de um crime de burla qualificada, na forma continuada.

A detida terá sido apresentada à vítima, uma mulher de 51 anos residente no concelho de Ílhavo, como "pessoa com grande influência" junto de uma magistrada judicial colocada no Tribunal de Família e Menores.

De acordo com a PJ, ao longo dos últimos dois anos, a detida arquitetou um plano com vista a convencer a avó que a magistrada decidiria pela tutela das netas a seu favor, mediante o recebimento de avultadas contrapartidas monetárias.

Desta forma, adianta a PJ, a mulher conseguiu receber mais de 12 mil euros, em prestações sucessivas.

"A vítima, pensionista, além de ter gasto todos os valores de que dispunha, contraiu empréstimos junto de familiares, que dificilmente irá solver, encontrando-se em precária situação económica", refere o comunicado.

A detida vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.