O Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa (MRCC) coordenou no sábado uma operação de assistência e reboque a uma embarcação de recreio desgovernada a sul do cabo de S. Vicente, informou a Marinha Portuguesa.

A operação, em articulação com o capitão do Porto de Lagos, no Algarve, envolveu a assistência à embarcação «Invader», de bandeira portuguesa, que se encontrava «com uma avaria na propulsão, tendo ficado à deriva a um quilómetro a sul do Cabo de S. Vicente», o que «constituía perigo para a navegação, com três tripulantes a bordo», afirma a Marinha Portuguesa em comunicado, citado pela Lusa.

De acordo com a mesma fonte, o pedido de auxílio foi recebido via rádio, pelo MRCC Lisboa, pelas 12:45 e, através do capitão do Porto de Lagos, foi mobilizado o salva-vidas «Diligente», do Instituto de Socorros a Náufragos, para o local.

«Por existir perigo para a navegação e risco de encalhe para a embarcação de recreio, foi necessário efetuar o reboque pelo salva-vidas Diligente, tendo a embarcação atracado às 14:00, em segurança, no porto da Baleeira», remata a Marinha Portuguesa.