A Marinha Portuguesa transportou na segunda-feira 22,5 toneladas de fardos de palha para ajudar na alimentação de animais em Poiares e Gouveia que tinham sido afetados pelos incêndios que deflagraram no país há duas semanas.

Segundo uma nota colocada hoje no site da instituição, o transporte dos fardos de palha foi levado a cabo pela Direção de Transportes, com recurso a uma viatura pesada de grandes dimensões.

A ração foi transportada num veículo composto por trator e galera, a partir de um centro logístico em Moura, com destino a Poiares e Gouveia.

A viatura foi conduzida pelos condutores sargento Gonçalves e cabo Gonçalves, que foram para a estrada motivados e com espírito de missão, cumprindo entre os vários pontos uma distância estimada de mil quilómetros", refere a nota.

As centenas de incêndios que deflagraram no dia 15 de outubro, o pior dia de fogos do ano segundo as autoridades, provocaram 45 mortos e cerca de 70 feridos, perto de uma dezena dos quais graves.

Os fogos obrigaram a evacuar localidades, a realojar as populações e a cortar o trânsito em dezenas de estradas, sobretudo nas regiões Norte e Centro.