A felicidade de um homem casado depende da forma como a mulher se sente quanto à relação, avança um estudo das universidades norte-americanas de Rutgers e do Michigan, citado pela «Times». Os investigadores asseguram que quanto mais a mulher está feliz com o casamento, mais satisfeito o marido estará com a vida em geral.

«Acredito que tudo se resume ao facto de que, quando uma mulher está satisfeita com o casamento, ela tende a fazer muito mais pelo seu marido, o que tem um efeito positivo na sua vida», adianta Deborah Carr, professora do departamento de Sociologia da Universidade de Rutgers.

Os investigadores analisaram dados de 394 casais envolvidos num estudo de larga escala sobre a saúde e o rendimento de casais com pelo menos 39 anos de união e em que um dos cônjuges tivesse pelo menos 60 anos.

Além de questionados sobre o seu relacionamento enquanto casal, os inquiridos foram também observados em atividades típicas de serem feitas a dois, como ver televisão ou ir às compras.

Os cientistas concluíram, por exemplo, que, quando o marido fica doente, a felicidade da esposa tende a diminuir. «Nós sabemos que, quando um parceiro está doente, é a mulher que muitas vezes o papel de cuidadora. Isso pode ser uma experiência stressante. (...) Mas, muitas vezes, quando uma mulher fica doente, não é o marido quem cuida dela, mas confia essa tarefa a uma filha», adianta Deborah Carr.