“É verdade que ela conseguiu acabar com uma justiça para pobres e uma justiça para ricos. Existe uma justiça acessível para os pobres, porque têm apoios judiciário, e para os ricos, que pagam custas judiciais. Mas deixou de haver acesso à justiça para toda uma classe média. Essa não tem apoio judiciário, viu os seus rendimentos recuarem por força até do esmagamento dos impostos e não tem condições para suportar os encargos dos processos e pagar as custas que são elevadíssimas, talvez das mais elevadas da Europa”, acrescentou Elina Fraga.