Os municípios do Baixo Sabor anunciaram hoje que pretendem promover o roteiro "Lagos do Sabor" com a maior "caminhada fotográfica", para entrar no Guinness Book com um recorde de ‘selfies', tendo convidado o Presidente da República para o evento.

Endereçamos um convite ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para participar na iniciativa e assim ajudar a colocar os Lagos do Sabor no Guinness World Records de Selfies", disse à Lusa o presidente da Associação de Municípios do Baixo Sabor (AMDS), Nuno Gonçalves.

O anúncio foi feito por Nuno Gonçalves no Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa, perante uma plateia que juntou investidores, agentes económicos, autarcas, membros do Governo, responsáveis da Proteção Civil e do Ensino Superior, entre outros.

Os Lagos do Sabor são constituídos por cerca de 70 quilómetros navegáveis numa albufeira que resulta da construção da barragem do Baixo Sabor, "com um grande potencial" para a oferta turística e que abrange quatro concelhos do distrito de Bragança: Torre de Moncorvo, Alfândega da Fé, Mogadouro e Macedo de Cavaleiros. É "projeto identitário do território do Baixo Sabor, para criar um eixo de turismo sustentável”, segundo o responsável da AMDS.

A "caminhada fotográfica" hoje anunciada, também denominada "Caminhão", está marcada para 04 de agosto, com concentração no Santuário do Santo Antão da Barca.

“Queremos juntar o maior número de pessoas, para fazer um percurso de cinco quilómetros, pelas margens do rio Sabor e tirar o maior número de ‘selfies' possível, e assim tentar entrar para o para o Guiness Book. É uma forma de tentar atrair visitantes para conhecerem os territórios e a gastronomia", explicou à Lusa o presidente da AMDS.

"Para que o projeto ‘Lagos do Sabor’ se torne uma realidade, será preciso que muitas pessoas se juntem a nós neste ‘Caminhão’ e na divulgação deste projeto turístico sustentável que já começou a ganhar forma”, vincou o também autarca de Torre de Moncorvo.

"O rio Sabor está enquadrado num ponto geográfico único e querermos aliar ao potencial turístico de território todo um saber gastronómico", frisou Nuno Gonçalves.

Outro dos objetivos do projeto passa por criar uma interligação entre o Alto Douro Vinhateiro e o Vale do Sabor.

Em 2017, foi aprovada uma candidatura ao Portugal 2020 com o objetivo de promover a valorização turística do património natural da albufeira do Baixo Sabor e marca Lagos do Sabor.