O pescador que na segunda-feira caiu ao mar, durante a faina, ao largo de Peniche, continua desaparecido, disse esta terça-feira à agência Lusa o capitão do porto de Peniche.

As buscas no mar foram retomadas pelas 06:00, por uma patrulha da Marinha, e as buscas por terra, a cargo de meios da Marinha e dos bombeiros voluntários de Peniche, foram retomadas pelas 08:00, adiantou a mesma fonte.

As prospeções em terra estão concentradas nas encostas mais escarpadas do Cabo Carvoeiro, a cerca de duas milhas e meia do qual ocorreu o acidente, pelas 14:50 de segunda-feira, acrescentou Pedro Vinhas Silva.

O pescador desaparecido, de 20 anos de idade, pertence à embarcação «Coração Atlântico», cuja guarnição operava, na altura do acidente, com mais três elementos, que pediram socorro e não sofreram qualquer ferimento.

Para as buscas desenvolvidas na segunda-feira foi mobilizado, além de meios da Marinha Portuguesa, designadamente a embarcação salva-vidas Vigilante, e dos Voluntários de Peniche, um helicóptero da Força Aérea.