As buscas pelos jovens desaparecidos no domingo no mar da praia de Espinho foram retomadas hoje pelas 09:00, com os mesmos meios que têm estado envolvidos nas buscas, segundo fonte do comando local do Douro.

Desde o desaparecimento dos dois jovens, os esforços no sentido de recuperar os corpos das vítimas vêm sendo desenvolvidos por mar, ar e terra, envolvendo diariamente cerca de 50 operacionais de diversas autoridades marítimas, policiais, militares e da Proteção Civil.

Entre essas entidades incluem-se as capitanias do Douro e de Aveiro, a Marinha Portuguesa, a Força Aérea, a Estação Salva Vidas do Douro, a Polícia Marítima, o Instituto de Socorros a Náufragos e as corporações de bombeiros de Espinho e Esmoriz.

Nas operações de hoje, o dispositivo das buscas volta a contar com um navio-patrulha da Marinha, uma embarcação da Capitania do Porto de Aveiro e várias viaturas de vigilância às praias, da Polícia Marítima e da corporação de bombeiros de Espinho.

Os dois jovens, de 18 e 19 anos, foram vistos pela última vez, na praia de Espinho, no domingo a meio da tarde. Terão sido levados pela ondulação quando tentavam resgatar a bola com que jogavam na praia.