Notícia atualizada às 10:00

As barras marítimas de São Martinho do Porto e Esposende estão, esta quarta-feira, encerradas à navegação e outras duas estão condicionadas devido ao estado do mar, segundo informação disponível na página da Marinha na Internet.

De acordo com a Marinha, as barras marítimas de São Martinho do Porto e Esposende estão fechadas a toda a navegação devido à agitação marítima, enquanto a da Póvoa do Varzim está condicionada a embarcações com calado superior a dois metros, duas horas antes e duas horas depois da baixa-mar devido à previsão de agitação marítima.

A barra de Vila do Conde também está condicionada e a Marinha aconselha as embarcações até 12 metros de comprimento e/ou calado inferior a dois metros a praticar a barra no período compreendido entre as três horas antes e três horas após da preia-mar.

Para as embarcações com comprimento superior a 12 metros e/ou calado superior a dois metros apenas podem praticar a barra no período da preia-mar.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para esta quarta-feira, na costa ocidental, ondas de noroeste com 3 a 4,5 metros, sendo de 2 a 3 metros a sul do Cabo Raso.

Na costa sul, segundo o IPMA, estão previstas ondas de sudoeste inferiores a 1 metro. A temperatura da água do mar vai rondar os 22 graus.

Oito distritos sob aviso laranja

Oito distritos do continente estão sob aviso laranja e outros seis amarelo devido à previsão de chuva forte provocada pela passagem de uma massa de ar quente instável, disse à Lusa o meteorologista Ricardo Tavares.

«Estamos sob o efeito de uma massa de ar quente instável e amanhã [quinta-feira] vamos ter a passagem de uma superfície frontal fria ao longo do dia e que vai trazer bastante precipitação», adiantou à agência Lusa Ricardo Tavares, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o meteorologista, sob aviso laranja, o segundo mais grave de uma escala de quatro, estão os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Vila Real, Viseu, Coimbra e Leiria até às 09:00 de quinta-feira devido à previsão de chuva ou aguaceiros fortes e que poderão ser acompanhados de trovoada.

«O dia de hoje vai ser mais gravoso do que o de amanhã [quinta-feira]. Devido à passagem da superfície frontal fria, vamos ter precipitação que vai de norte para sul, esperando-se uma melhoria ao longo do dia», sublinhou.

Por causa da previsão de mau tempo, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) emitiu na terça-feira um aviso à população «para que sejam adotados comportamentos adequados», recomendando, em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis, «a observação e divulgação das principais medidas de autoproteção para fazer face a estas situações».

O IPMA emitiu também aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, para os distritos de Bragança, Guarda, Castelo Branco, Lisboa, Santarém e Portalegre também devido à chuva entre as 12:00 e as 18:00 de hoje.

Também sob aviso amarelo estão - desde a 01:00 desta quarta-feira e até à 12:00 de quinta-feira - os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria e Lisboa devido à agitação marítima prevendo-se ondas de noroeste com 4 a 5 metros.