O voo da TAP que devia ter partido na quinta-feira à noite de Maputo em direção a Lisboa foi adiado para domingo de manhã devido a um problema informático, disse à Lusa uma fonte oficial da transportadora aérea.

«Foi detetado um problema técnico que obriga à deslocação de um mecânico de Lisboa, que reparará o problema e está já garantido que os passageiros embarcarão num novo voo no domingo às 7 da manhã», disse à Lusa uma fonte oficial da transportadora, quando confrontada com o facto de que o avião que devia ter partido de Maputo na quinta-feira à noite ter ficado em terra.

«Os passageiros estão já instalados em hotéis. O problema é leve, mas não há em Maputo meios locais para resolver o problema, daí ter de ser enviado um técnico em sistemas informáticos para solucionar o problema», acrescentou o porta-voz da TAP, em declarações à Lusa.

A TAP tem desde outubro 71 voos semanais para destinos africanos, em 10 países e 15 aeroportos, o que consolida a transportadora aérea portuguesa como «grande operador entre Europa e África», segundo o porta-voz da empresa.

«Completamos assim 10 países em África, 15 aeroportos diferentes - quatro deles em Cabo Verde - e 71 frequências semanais. Comparando com as companhias europeias, é seguramente uma das redes mais expressivas e que consolida a TAP como grande operador entre Europa e África», disse.

De acordo com o site da TAP, a transportadora aumentou em abril do ano passado a sua oferta de voos para Maputo, tendo reforçado «para as quatro frequências semanais entre Lisboa e a cidade de Maputo como operação base ao longo de todo o período de Verão IATA, e atinge as cinco frequências na estação alta, entre junho e setembro».

Os cinco voos entre Maputo e Lisboa começaram, desde o ano passado, a ser lançados em junho, e em 2013 a capacidade oferecida naquela linha foi reforçada em 33%.