O ex-ministro da Cultura Manuel Maria Carrilho foi condenado a uma pena de multa de 2.400 euros pelo crime de ofensa à integridade física, no processo em que era acusado de ter agredido o pedopsiquiatra Pedro Strecht.

Manuel Maria Carrilho foi condenado a pagar uma multa no valor de 2.400 euros, em substituição de uma pena de oito meses de prisão por agressão àquele médico especialista.

O caso remonta a janeiro de 2016 quando o antigo ministro da Cultura agrediu e insultou Pedro Strecht, que deu um parecer sobre o estado psicológico dos filhos do arguido durante o processo de divórcio com a apresentadora de televisão Bárbara Guimarães.

As agressões aconteceram no intervalo de uma das sessões do julgamento do processo de promoção da proteção da guarda dos dois filhos.