Os alunos do 2.º ciclo (5.º e 6.º anos de escolaridade) vão ter manuais escolares gratuitos já no próximo ano letivo. Segundo avança o Jornal de Negócios, a medida foi ponderada pelo Executivo, mas acabou por não aparecer na proposta de Orçamento do Estado para o próximo ano. No entanto, e na sequência das negociações com o PCP, acabou por ser aprovada.

O Governo comprometeu-se, até ao final da legislatura, a que todos os alunos das escolas públicas até ao secundário tenham acesso a manuais gratuitos.

No entanto, em 2018, para além dos estudantes do 1.º ciclo, só os alunos do 5.º e 6.º ano beneficiarão desta medida.

Em 2019, a gratuitidade dos manuais deverá ser alargada ao 3.º ciclo, ou seja aos, 7.º,8.º e 9.º anos, bem como ao ensino secundário, ou seja, aos 10.º, 11.º e 12.º anos de escolaridade.

A distribuição de manuais gratuitos no 2.º ciclo já em 2018, implica uma despesa um pouco acima dos 20 milhões de euros.

Algumas autarquias do país decidiram antecipar-se ao governo e estender a gratuitidade dos manuais escolares. É o caso da Câmara de Lisboa, que no próximo ano letivo vai dar os livros de forma gratuita aos alunos até ao 9.º ano.