O Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local (STAL) promove esta segunda-feira uma concentração junto à residência oficial do primeiro-ministro, em Lisboa, para exigir a publicação dos acordos que preveem as 35 horas semanais nas autarquias.

Além da publicação dos Acordos Coletivos de Entidade Empregadora Pública (ACEEP), o STAL exige a recuperação de salários e direitos, a abolição da sobretaxa de Imposto sobre o Rendimento Singular (IRS) e o fim da “exploração abusiva” de desempregados através dos contratos de inserção.

Na concentração, que vai decorrer entre as 11:00 e as 16:00, será aprovada uma resolução com as principais reivindicações e que responsáveis do STAL vão depois entregar na residência oficial.

Centenas de autarquias já assinaram os ACEEP com os sindicatos, mas falta a ratificação do Governo para que possam entrar em vigor as 35 horas de trabalho semanais, em vez das 40.

O momento será também aproveitado para comemorar o 40.º aniversário da fundação do STAL.

Por ocasião do aniversário será apresentado o livro “STAL – Sindicato de Abril (1975-2015), 40 anos em Defesa de Quem Trabalha”.