A manifestação convocada pela CGTP para sábado vai provocar cortes e congestionamento no trânsito na zona de Alcântara, em Lisboa, e em Almada, aconselhando a GNR que os condutores evitem a Ponte 25 de Abril.

Manif na ponte: avisos da polícia aos automobilistas portuenses

A manifestação em Lisboa integra uma concentração em Alcântara, e mais de 400 autocarros, que transportam pessoas de todo o país, vão atravessar a Ponte 25 de Abril, a partir das 13:00, num protesto sonoro.

Uma nota divulgada pela direção nacional da PSP indica que, em Lisboa, os condicionamentos ao trânsito estão previstos a partir das 10:00 de sábado, com o encerramento da Rua Cascais, no troço entre o Viaduto Metálico de Alcântara e a Rua Fradesso da Silveira.

A partir das 13:00, vão estar encerrados ao trânsito os dois sentidos do acesso da Ponte 25 de Abril a Alcântara, assim como o acesso à avenida de Ceuta, pela avenida Calouste Gulbenkian, exceto para moradores do Bairro do Alvito e do Bairro do Cabrinha.

O Largo do Calvário só vai ser permitido aos veículos dos manifestantes. Nas imediações vai ser encerrada a passagem da Calçada da Tapada para o acesso vindo da Ponte, e a rua de Alcântara será condicionada e não fará a ligação à praça General Domingos de Oliveira.

A avenida da Índia só terá circulação no sentido Cascais/Lisboa e o viaduto Metálico de Alcântara só permitirá o acesso para a avenida 24 de Julho, que vai estar com o trânsito cortado na avenida D. Carlos I.

A PSP diz ainda que, face à concentração na praça da Armada, também a rua Prior do Crato e a rua do Sacramento a Alcântara vão sofrer restrições, enquanto não ocorrer a deslocação dos manifestantes para a rua de Cascais, local da concentração.

A Polícia indica também que são previsíveis congestionamentos na zona de Almada e nos acessos à Ponte 25 de Abril, apesar de não estarem previstos cortes concretos de trânsito.

A PSP refere apenas que, além de outros meios da Polícia, vão estar no terreno elementos da divisão de trânsito da PSP de Lisboa.

Num comunicado, a GNR aconselha os condutores a optarem por itinerários alternativos à Ponte 25 de Abril, tendo em conta que se prevê condicionamentos de trânsito nos acesos a esta via.

Nesse sentido, a GNR recomenda a Ponte Vasco da Gama para os automobilistas que se deslocarem para sul e para norte, assim como para quem circula na A8, A5 e CRIL.