Algumas centenas de pessoas estão desde as 15:00 concentradas junto ao Mosteiro dos Jerónimos, em Belém, para pedir a demissão do Governo, num protesto promovido pela central sindical CGTP.

Debaixo de um sol abrasador, os manifestantes empunham cartazes da central sindical e de sindicatos, com frases como «Governo rua!».

PCP espera «clarificação» do Presidente da República

BE: «Única saída é as eleições»

Grande parte dos manifestantes estão ao sol, mas alguns abrigam-se à sombra das árvores que estão no jardim frente ao Mosteiro, numa tarde em que os termómetros em Lisboa ultrapassam os 40 graus.

Entre as palavras de ordem, os manifestantes gritam «É só mais um empurrão e o Governo vai ao chão», «Portas, Coelho e Cavaco são farinha do mesmo saco», «Quem luta sempre alcança, queremos mundança» e «É preciso, é urgente correr com esta gente».

Isabel Lopes, trabalhadora da Segurança Social no Porto, disse à agência Lusa que «vale a pena estar neste protesto, com este calor, para que o Governo seja demitido».

«Este Governo é incompetente, corrupto e está a destruir Abril. É preciso a força do povo», adiantou esta funcionária pública.

Ana Isabel, empregada de limpeza que veio de Setúbal, afirmou também que é necessário o Governo «ir para a rua» porque «está a destruir o país».

«Apesar do calor, vale a pena estar aqui para lutar pelo futuro dos nossos filhos, para que tenham uma vida melhor», disse Ana Isabel manifestando convicção de que o Governo, «mais tarde ou mais cedo», vai acabar por se demitir.