Foram libertados os dois suspeitos detidos pela polícia francesa no caso de Maëlys de Araújo, a menina de nove anos, lusodescendente, que desapareceu em Pont-De-Beauvoisin na madrugada do passado domingo, quando estava numa festa de casamento.

A informação foi avançada pela agência France-Presse, que cita fonte próxima da investigação.

Os dois homens, ambos com 34 anos, tinham sido detidos na quinta e sexta-feira.

O último dos suspeitos foi libertado esta sexta-feira, por volta das 22:00 (21:00 em Lisboa). Informação confirmada pelo advogado do homem detido em casa, em Pont-de-Beauvoisin, na quinta-feira.

O meu cliente foi libertado por volta 22:00”, afirmou Bernard Méraud.

A procuradora Dietlind Baudoin afirmou que as duas detenções permitiram “confrontar as declarações” dos dois suspeitos.

Como os dois homens foram libertados antes do período limite de 48 horas, podem voltar a ser ouvidos, se necessário.

Na manhã deste sábado, centenas de voluntários iniciaram buscas pela menina lusodescendente na zona de Pont-de-Beauvoisin. No evento criado no Facebook, estava confirmada a presença de mais de 1.000 pessoas.