A Polícia Judiciária (PJ) deteve uma mulher de 56 anos, residente em Santana da Azinha, no concelho da Guarda, por suspeita da autoria do homicídio do próprio filho, com 10 anos, foi anunciado esta quinta-feira.

O Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda refere em comunicado divulgado esta quinta-feira que, no cumprimento de um mandado de detenção emitido pelo Ministério Público da Guarda, procedeu à detenção da mulher "sobre a qual recaem fortes suspeitas da prática de um crime de homicídio qualificado, na pessoa do seu próprio filho, um menor com apenas 10 anos de idade".

Os factos ocorreram no dia 12 de setembro e a suspeita "permaneceu, até esta data, internada no serviço de psiquiatria da Unidade Local de Saúde da Guarda".

A PJ explica que os factos ocorreram no interior da residência familiar de ambos, na localidade de Santana da Azinha, concelho da Guarda, "tendo a ora detida, que entretanto também tentou colocar termo à própria vida, atuado num quadro aparente de profunda depressão".

A detida foi presente às competentes autoridades judiciárias, para efeitos de primeiro interrogatório e eventual submissão a adequadas medidas de coação ou de segurança.