Uma mulher de 86 anos ficou desalojada depois de o anexo em que vivia, na freguesia do Imaculado Coração, no concelho do Funchal, ter sido destruído pelo fogo, esta sexta-feira, disse fonte dos bombeiros.

No combate a este incêndio estiveram envolvidas as duas corporações do Funchal, os Municipais e os Voluntários Madeirenses, que fizeram mobilizaram cerca de uma dezena de viaturas e mais de 20 elementos.

Fonte dos Bombeiros Municipais do Funchal disse à agência Lusa que o incêndio deflagrou no anexo de madeira e zinco quando a mulher “fazia o almoço e, por algum motivo, se ausentou do espaço”.

O nosso objetivo foi evitar que o fogo se alastrasse para as habitações em volta”, afirmou, referindo que uma das moradias próximas ficou ligeiramente danificada e que ocorreu o rebentamento de uma garrafa de gás.

Segundo a mesma fonte, a mulher foi transportada para o hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal, e foi acionada a linha de emergência, visando o seu realojamento, visto que “os familiares dizem não ter possibilidade de acolhê-la”.