Oito pessoas deram entrada, esta sexta-feira, no Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal, devido ao incêndio que deflagrou esta noite na freguesia do Monte, mas as situações são «pouco graves», disse à agência Lusa a diretora clínica da unidade de saúde.

«Entraram oito utentes, sete durante a noite e um esta manhã. São populares que apresentam pequenas feridas, coisas banais», afirmou Sidónia Nunes, aditando que cinco doentes «já tiveram alta».

De acordo com a médica, «um dos utentes teve uma entorse e está neste momento na área da ortopedia» e outros dois «não voltaram a casa porque ainda não é seguro». Nestes dois casos, «as assistentes sociais estão a acompanhar a situação e a aguardar para ver quando podem regressar a casa», explicou a diretora clínica, acreditando que todos os utentes deverão sair do hospital durante a manhã.

Um incêndio de grandes proporções na freguesia do Monte, concelho do Funchal, lavra desde as 02:30, numa área que abrange mato e zonas urbanizadas.

Num ponto de situação feito pelas 10:00, o vereador com o pelouro da Proteção Civil da Câmara Municipal do Funchal, Amílcar Gonçalves, informou que alguns anexos de habitações arderam, embora sem precisar o seu número, e que o fogo obrigou à retirada de várias pessoas das suas casas por razões de segurança.