Uma baleia anã com cinco metros e meio, em moderado estado de decomposição, deu esta madrugada à costa na Praia Formosa, na zona oeste do Funchal, disse à Lusa o diretor do Museu da Baleia, Luis Freitas.

«É uma fêmea, com cinco metros e meio, em moderado estado de decomposição e deve estar na água há cerca de duas semanas», adiantou o biólogo.

O responsável do Museu da Baleia acrescentou que o animal foi avistado cerca das 04:00 pela Polícia Marítima e acabou dando à costa esta manhã.

A baleia será agora removida pelos serviços da Câmara Municipal do Funchal, submetido a uma necropsia para determinar, se possível, as causas da morte.

«Muitas vezes a necropsia é inconclusiva e, devido ao estado em que está, poderemos não saber, a menos que tenha sido provocado por impactos humanos que consigamos detetar ou a patologia seja muito clara», explicou.

Luis Freitas salientou que esta espécie «é muito rara nos mares da Madeira e só se registaram quatro avistamentos de baleias anãs nos últimos 15 anos».