Na Madeira, uma viagem de duas dezenas de alunos, que poderia ser de sonho, acabou num logro.



O professor encarregado do programa ficou com o dinheiro, não marcou passagens e desapareceu.

E nem a escola sabe por onde ele anda.