logotipo tvi24

Lloret de Mar: jovem que morreu viajou com 20 colegas

Adolescente de 17 anos era aluno do 12.º ano da Escola Secundária de Castro Verde e estava em viagem de finalistas

Por: Redacção / SM    |   2012-03-25 22:48

O jovem de 17 anos que morreu em Lloret de Mar (Espanha) era aluno do 12.º ano da Escola Secundária de Castro Verde e estava acompanhado por 20 colegas, adiantou à Lusa o diretor daquele estabelecimento de ensino.

O professor Augusto Candeias disse à Lusa que o jovem que morreu, depois de cair da janela do 5º andar do empreendimento hoteleiro onde estava alojado em Lloret de Mar, era aluno da Escola Secundária de Castro Verde.

O docente referiu que o jovem estudante do 12.º ano partiu na sexta-feira ao final do dia para a viagem de finalistas do ensino secundário, que teve como destino aquela localidade espanhola, com cerca de 20 colegas da mesma escola.

Augusto Candeias adiantou que a escola não esteve envolvida na organização da viagem e que os alunos não foram acompanhados por professores.

«Estamos a fazer tudo o que está ao nosso alcance para garantir que os alunos têm o máximo apoio possível», referiu o diretor da secundária de Castro Verde, adiantando que a escola está a tentar contactar «um a um» os encarregados de educação dos alunos que estão em Lloret de Mar.

Augusto Candeias não soube dizer qual foi a agência que tratou da viagem dos alunos da Escola Secundária de Castro Verde.

Fonte policial explicou que as investigações iniciais a este caso apontam para que não se trate de um caso de «balconing», prática em que jovens se lançam das varandas dos hotéis onde estão alojados para as piscinas.

Neste caso, testemunhos apontam para a queda do jovem, cujas circunstâncias estão ainda a ser confirmadas, explicou a fonte policial que se recusou a avançar mais pormenores.

O acidente ocorreu praticamente dois anos depois de um outro jovem português, também de 17 anos, ter morrido na sequência de uma queda da varanda de um hotel em Lloret de Mar.

Fonte da Polícia de Girona disse na altura à Lusa que os primeiros indícios apontavam para uma «queda acidental» que ocorreu quando o jovem se encontrava numa varanda do quarto andar de um empreendimento turístico daquela cidade.

Milhares de jovens portugueses deslocam-se todos os anos a Lloret de Mar na altura da Páscoa, em viagem de finalistas.

Partilhar
EM BAIXO: Lloret del Mar
Lloret del Mar

Meco: estratégia passou por descredibilizar as testemunhas
Todas elas foram inquiridas várias vezes e nem sempre em tribunal
Meco: famílias avançam com queixa contra o procurador
Magistrado escreveu que o médico que atendeu João Gouveia teria feito um «mea culpa», mas a TVI teve acesso às inquirições e não o viu
Descoberta planta rara na ilha do Corvo
Não havia registos da planta desde 2012
EM MANCHETE
Meco: famílias avançam com queixa contra procurador
Magistrado escreveu que o médico que atendeu João Gouveia fez um «mea culpa», mas a TVI não o viu nos documentos
Novos cortes podem entrar em vigor em setembro
Setor Empresarial do Estado reduz prejuízo no 1.º trimestre