O Ministério Público pediu esta quarta-feira pena de prisão suspensa para os pais da menina chinesa de cinco anos que morreu após cair do 21º andar de um edifício no Parque das Nações, em fevereiro de 2016.

Esta quarta-feira decorreram as alegações finais no julgamento do casal, que deveria ter prestado declarações, mas não compareceu no tribunal.

Os arguidos, ambos de 40 anos, estão pronunciados por um crime de exposição ou abandono, agravado pelo resultado morte da criança que, segundo o despacho de pronúncia, foi deixada sozinha em casa enquanto o casal foi para o Casino de Lisboa.