Lígia Sousa e Sérgio Machado estavam de férias com os filhos Martim e Bianca, de dois e quatro anos, em Castanheira de Pera, quando deflagrou o fogo que fez mais de 60 mortos e de 130 feridos.

A família, natural de Sacavém, estava desaparecida desde sábado e a família e os amigos recorreram às redes sociais para tentar encontrá-los. A pior das notícias chegou esta segunda-feira. 

A TVI confirmou junto de fontes familiares que o casal e os filhos foram encontrados sem vida dentro do carro, na chamada Estrada da Morte, o troço na EN263-1 onde a maioria das vítimas do fogo perdeu a vida. Os corpos foram identificados, esta segunda-feira, pela Polícia Judiciária. 

O carro onde a família viajava foi localizado a poucos quilómetros da Praia das Rocas, complexo turístico de Castanheira de Pera, onde se encontravam de férias e de onde Lígia Sousa publicou a última fotografia dos filhos no Facebook.

O irmão de Sérgio Machado ainda tentou chegar esta segunda-manha manhã a Castanheira de Pera, mas sem sucesso porque as estradas cortadas obrigaram-no a voltar para trás na localidade de Avelar.

O fogo, que causou pelo menos 63 mortos e mais de 130 feridos, entre os quais 121 civis, 13 bombeiros e dois militares da GNR, deflagrou ao início da tarde de sábado numa área florestal em Escalos Fundeiros, em Pedrógão Grande (distrito de Leiria), e alastrou aos municípios vizinhos de Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, obrigando a evacuar povoações ou deixando-as isoladas.

Algumas das vítimas mortais foram apanhadas pelas chamas quando circulavam por estradas.