O Governo vai atribuir 50 mil euros para apoio à atividade de organizações não-governamentais que trabalham com a comunidade Lésbica, Gay, Bissexual, Trans e Intersexo (LGBTI), podendo cada candidatura receber até 8 mil euros.

As candidaturas decorrem até ao dia 30 de setembro para uma linha de apoio exclusiva para as organizações e associações que trabalham com a comunidade Lésbica, Gay, Bissexual, Trans e Intersexo (LGBTI).

Em declarações à agência Lusa, a secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade explicou que no ano passado existia “uma pequena subvenção”, no valor de 30 mil euros, mas que não era exclusiva às associações LGBTI.

“Este ano decidi, atendendo à importância do trabalho destes coletivos, afirmar o reforço da capacitação”, disse Rosa Monteiro, acrescentando que o valor total aumentou para 50 mil euros e que cada projeto poderá receber até um máximo de 8 mil euros.

Os projetos a concurso poderão estar relacionados com o apoio direto a pessoas LGBTI, elaboração de materiais para profissionais, ações de formação ou sensibilização, estudos e investigações científicas, entre outras.

A Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação – Portugal + Igual (2018-2030) integra três Planos de Ação, um dos quais é o Plano de Ação de Combate à Discriminação em Razão da Orientação Sexual, Identidade e Expressão de Género, e Características Sexuais 2018-2021.