O derrame de uma substância utilizada no fabrico de alcatrão e que foi detetada na quinta-feira, pelas 23:00, teve um impacto «mínimo» no rio Lis, segundo o responsável municipal da proteção civil da Câmara de Leiria, Artur Figueiredo.

Em comunicado, a autarquia explica esta sexta-feira, que «a situação foi originada por uma rutura na mangueira do tanque onde essa substância se encontrava armazenada, nos estaleiros do município».

As operações envolveram dez bombeiros, sendo que esta sexta-feira de manhã ainda estava a ser concluída a limpeza do açude. A fase seguinte prevê a remoção do resto dos resíduos que se encontram junto à ponte Afonso Zúquete.

A autarquia assinalou que, para além dos bombeiros municipais, «as operações estão a ser acompanhadas por técnicos da Divisão de Infraestruturas, Manutenção e Conservação e da Divisão de Ambiente da Câmara de Leiria, com o objetivo de minimizar o impacto ambiental do derrame».