“Não há tempo para se avançar com as leis orgânicas da PSP e GNR”











“É uma questão de objetividade. Não há tempo. Não foi feito trabalho oportunamente sobre esse assunto”, disse.