A Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) confirmou esta terça-feira a ocorrência de um surto de gastroenterite num lar de idosos de Condeixa-a-Nova, que levou na segunda-feira à hospitalização de 25 pessoas.

Em comunicado, aquele organismo refere que se encontra em curso a investigação epidemiológica promovida pelos delegados de saúde Regional e da Unidade de Saúde Pública do Agrupamento de Centros de Saúde do Baixo Mondego, no sentido de identificar o agente e veículo da doença.

A investigação efetuada até ao momento permite suspeitar de exposição a agente patogénico, com período de incubação médio superior a seis horas, eventualmente veiculado por alimentos", lê-se na nota.

A ARSC adianta que foram enviadas para o Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge amostras de alimentos para análise.

De um total de 130 residentes no lar, 25 apresentavam "sintomatologia ligeira, com predominância de diarreia moderada e vómitos".

Tinham, em média, 86 anos de idade, compreendida entre os 68 e os 96 anos, e foram observados por uma equipa do INEM que se deslocou ao lar, tendo sido transportados para os serviços de urgência do Centro Hospital e Universitário de Coimbra", refere o comunicado.

Até ao momento, de acordo com a ARSC, 20 doentes já tiveram alta, permanecendo ainda cinco em observação, "sem apresentarem sintomatologia preocupante".