O Ministério Público (MP) recebeu das cinco comarcas do distrito judicial de Lisboa, de abril a junho, 2.815 processos por violência doméstica, segundo dados da Procuradoria-geral Distrital de Lisboa (PGDL).

De janeiro a abril, tinham dado entrada quase 2.700 processos.

A comarca de Lisboa Oeste e a de Lisboa são as que mais casos receberam, com 868 e 950 processos, respetivamente.

No total, entre abril e junho, foram movimentados pelo MP quase 7.386 processos, dos quais 4.571 transitados do período anterior e 2.815 entrados.

Os dados hoje divulgados revelam ainda que foram arquivados 1.970 processos, dos quais 627 na comarca de Lisboa Oeste e 636 na comarca de Lisboa.

No total, houve acusação em 501 inquéritos.